Text

HISTORIA DA ARTE

Se bem que as ideias sobre a definição de arte tenham sofrido mudanças ao longo do tempo, o campo da história da arte tenta categorizar as mudanças na arte ao longo do tempo e compreender melhor a forma como a arte modela e é modelada pelas perspectivas e impulsos criativos dos seus praticantes.

A arte rupestre é a primeira demonstração de arte que se tem notícia na história humana. Seus vestígios datam de antes do desenvolvimento das grandes civilizações e tribos, como as do Antigo Egipto. Esse tipo de arte era caracterizado por ser feito com materiais como terra vermelha, carvão, e pigmentos amarelos (retirados também da terra). Os desenhos eram realizados em peles de animais, cascas de árvores e em paredes de cavernas. Retratavam animais, pessoas, e até sinais. Havia cenas de caçadas, de espécies extintas, e em diferentes regiões. Apesar do desenvolvimento primitivo, podem-se distinguir diferentes estilos, como pontilhado (o contorno das figuras formado por pontos espaçados) ou de contorno contínuo (com uma linha contínua marcando o contorno das figuras). Apesar de serem vistas como mal-feitas e não-civilizadas, as figuras podem ser consideradas um exemplo de sofisticação e inovação para os recursos na época.

Daniela Machado 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_arte

Photo
Photo
Photo
Photo
Text

DIVISÃO DA HISTORIA

Paleolítico

Paleolítico Inferior: aproximadamente 5.000.000 a 25.000 a.C.; primeiros hominídios; caça e coleta; controle do fogo; e instrumentos de pedra e pedra lascada, madeira e ossos: facas, machados.

Paleolítico Superior: A principal característica dos desenhos da Idade da Pedra Lascada é o naturalismo. O artista pintava os seres, um animal, por exemplo, do modo como o via de uma determinada perspectiva, reproduzindo a natureza tal qual sua vista captava. Atualmente, a explicação mais aceita é que essa arte era realizada por caçadores, e que fazia parte do processo de magia por meio do qual se procurava interferir na captura de animais, ou seja, o pintor-caçador do Paleolítico supunha ter poder sobre o animal desde que possuísse a sua imagem. Acreditava que poderia matar o animal verdadeiro desde que o representasse ferido mortalmente num desenho. Utilizavam as pinturas rupestres, isto é, feitas em rochedos e paredes de cavernas. O homem deste período era nômade. Os artistas do Paleolítico Superior realizaram também trabalhos em escultura. Mas, tanto na pintura quanto na escultura, nota-se a ausência de figuras masculinas. Predominam figuras femininas, com a cabeça surgindo como prolongamento do pescoço, seios volumosos, ventre saltado e grandes nádegas. Destaca-se: Vênus de Willendorf.

Neolítico

A fixação do homem da Idade da Pedra Polida, garantida pelo cultivo da terra e pela manutenção de manadas, ocasionou um aumento rápido da população e o desenvolvimento das primeiras instituições, como família e a divisão do trabalho. Assim, o homem do Neolítico desenvolveu a técnica de tecer panos, de fabricar cerâmicas e construiu as primeiras moradias, constituindo-se os primeiros arquitetos do mundo. Conseguiu ainda, produzir o fogo através do atrito e deu início ao trabalho com metais.

Todas essas conquistas técnicas tiveram um forte reflexo na arte. O homem, que se tornara um camponês, não precisava mais ter os sentidos apurados do caçador do Paleolítico, e o seu poder de observação foi substituído pela abstração e racionalização. Como conseqüência surge um estilo simplificador e geometrizante, sinais e figuras mais que sugerem do que reproduzem os seres. Os próprios temas da arte mudaram: começaram as representações da vida coletiva.

Além de desenhos e pinturas, o artista do Neolítico produziu uma cerâmica que revela sua preocupação com a beleza e não apenas com a utilidade do objeto, também esculturas de metal.

Desse período temos as construções denominadas dolmens. Consistem em duas ou mais pedras grandes fincadas verticalmente no chão, como se fossem paredes, e uma grande pedra era colocada horizontalmente sobre elas, parecendo um teto. E o menir que era monumento megalítico que consiste num único bloco de pedra fincado no solo em sentido vertical.

O Santuário de Stonehenge, no sul da Inglaterra, pode ser considerado uma das primeiras obras da arquitetura que a História registra. Ele apresenta um enorme círculo de pedras erguidas a intervalos regulares, que sustentam traves horizontais rodeando outros dois círculos interiores. No centro do último está um bloco semelhante a um altar. O conjunto está orientado para o ponto do horizonte onde nasce o Sol no dia do solstício de verão, indício de que se destinava às práticas rituais de um culto solar. Lembrando que as pedras eram colocadas umas sobre as outras sem a união de nenhuma argamassa.

Daniela Machado

Photo

CINEMA

Com o homem evoluindo foi se criando cada vez mais a curiosidades sobre seus ante passado, para “acabar” com a curiosidade de muitos ou despertar ainda mais, criou-se os filmes tentando “imitar”, brincar, com a imaginação das pessoas, tais como:
A Guerra do Fogo: Filme que retrata a a vida dos homens das cavernas, como era, reconhecido pelos estudiosos da época como o filme mais realista
A Era do Gelo: Filme que mostra os animais da época, e também um pouco do homem pré-histórico, brincando com os personagens.
 O Homem das Cavernas - Caveman: Filme que satiriza totalmente a era pré-histórica, mas que nao deixa que mostrar um pouco como era.
 Os Flintstones: Colocam a vida do homem no tempo contemporâneo, modificada na época pré-histórica. 
Daniela Machado

CINEMA

Com o homem evoluindo foi se criando cada vez mais a curiosidades sobre seus ante passado, para “acabar” com a curiosidade de muitos ou despertar ainda mais, criou-se os filmes tentando “imitar”, brincar, com a imaginação das pessoas, tais como:

A Guerra do Fogo: Filme que retrata a a vida dos homens das cavernas, como era, reconhecido pelos estudiosos da época como o filme mais realista

A Era do Gelo: Filme que mostra os animais da época, e também um pouco do homem pré-histórico, brincando com os personagens.

 O Homem das Cavernas - Caveman: Filme que satiriza totalmente a era pré-histórica, mas que nao deixa que mostrar um pouco como era.

 Os Flintstones: Colocam a vida do homem no tempo contemporâneo, modificada na época pré-histórica. 

Daniela Machado

Photo
A Homenagem a Mulher
Na arte do período Paleolítico, o homem prima pela ausência. Raramente aparece nas pinturas das cavernas, e quando isso acontece é retratado como uma figura imperceptível ou disfarçado de animal, naturalmente porque eram consideradas como elemento de magia, e expor-se nas paredes poderia ser perigoso para o homem que assim representasse. No entanto, em relação às mulheres do Paleolítico há diversos exemplos flagrantes na escultura. As figuras femininas, sendo suficientemente pequenas para serem transportadas pelas tribos, parecem ter sido objetos de veneração, como sugerem suas curvas e contornos sensuais, talvez usados nos ritos de fertilidade.
Daniela Machado

A Homenagem a Mulher

Na arte do período Paleolítico, o homem prima pela ausência. Raramente aparece nas pinturas das cavernas, e quando isso acontece é retratado como uma figura imperceptível ou disfarçado de animal, naturalmente porque eram consideradas como elemento de magia, e expor-se nas paredes poderia ser perigoso para o homem que assim representasse. No entanto, em relação às mulheres do Paleolítico há diversos exemplos flagrantes na escultura. As figuras femininas, sendo suficientemente pequenas para serem transportadas pelas tribos, parecem ter sido objetos de veneração, como sugerem suas curvas e contornos sensuais, talvez usados nos ritos de fertilidade.

Daniela Machado

Text

Um dos períodos mais fascinantes da história humana é a Pré-História. Quando o homem Pré-história criou ritmos para auxiliá-lo a vencer a natureza e o medo do desconhecido. Esses ritmos buscavam favorecer a caça, trazer chuva, estações propícias, fartura de alimentos. Foram os ritmos favorecedores da caça que provavelmente deram início às primeiras manifestações artísticas, desenhadas e pintadas nas paredes e no teto de cavernas, com carvão, tintas minerais e vegetais, representando animais como o mamute, o touro, o javali, à rena e o cavalo.
Apareceram também estatuetas, sobretudo imagens femininas, representativas da fecundidade, da natureza fértil; gravura em pedra, osso, marfim; cerâmicas pintadas ou decoradas com motivos geométricos.
A primeira característica é o pragmatismo, ou seja, a arte produzida possuía uma utilidade material, cotidiana ou mágico-religiosa: ferramentas, armas ou figuras que envolvem situações específicas, como a caça. Cabe lembrar que as cenas de caça representadas em cavernas não descreviam uma situação vivida pelo grupo, mas possuía um caráter mágico, preparando o grupo para essa tarefa que lhes garantiria a sobrevivência.
As manifestações artísticas mais antigas foram encontradas na Europa, em especial na Espanha, sul da França e sul da Itália e datam de aproximadamente de 25 000 a.C., portanto no período paleolítico. Na França encontramos o maior número de obras pré-históricas e até hoje em bom estado de conservação, como as cavernas de Altamira, Lascaux e Castilho.
Esse período não foi registrado por nenhum documento escrito, pois é exatamente a época anterior à escrita. Tudo o que sabemos dos homens que viveram nesse tempo é resultado da pesquisa de antropólogos, historiadores e dos estudos da moderna ciência arqueológica, que reconstituíram a cultura do homem

Marlon Bruno


http://www.dasmariasblog.com/galleria/arte-e-indumentaria-da-pre-historia/7
http://www.brasilescola.com/historiag/arte-pre-historia.htm
http://historiadascivilizacoes.blogspot.com.br/2008/05/cultura-na-pr-histria.html

Photo
 A Arte Rupestre
A arte rupestre é compreendida como o amplo conjunto de desenhos, pinturas e inscrições realizadas pelo homem pré-histórico. Geralmente, este tipo de manifestação artística aparece no interior de cavernas e em outras superfícies rochosas cingidas pela marca da presença humana. Uma importante fonte de informações que nos relata sobre o tempo e os costumes de alguns grupos humanos. Para alguns estudiosos, o desenvolvimento desse tipo de manifestação esteve diretamente ligado ao processo de dominação do fogo. O controle desse elemento natural permitiu o conforto e a segurança necessários para o posterior surgimento de processos de comunicação mais complexos, como a palavra e a arte. Podemos perceber que a arte rupestre conta com motivos de feição naturalista, onde temos a presença constante de seres humanos e animais. Os homens rupestres são costumeiramente representados de forma isolada ou realizando algum tipo de ação coletiva, como o momento da caça, o parto de uma criança ou o intercurso sexual. Entre os animais, temos a predominância daqueles que serviam como alimento ou atacavam algum espaço habitado por homens.
 Gustavo  

 A Arte Rupestre

A arte rupestre é compreendida como o amplo conjunto de desenhos, pinturas e inscrições realizadas pelo homem pré-histórico. Geralmente, este tipo de manifestação artística aparece no interior de cavernas e em outras superfícies rochosas cingidas pela marca da presença humana. Uma importante fonte de informações que nos relata sobre o tempo e os costumes de alguns grupos humanos. Para alguns estudiosos, o desenvolvimento desse tipo de manifestação esteve diretamente ligado ao processo de dominação do fogo. O controle desse elemento natural permitiu o conforto e a segurança necessários para o posterior surgimento de processos de comunicação mais complexos, como a palavra e a arte. Podemos perceber que a arte rupestre conta com motivos de feição naturalista, onde temos a presença constante de seres humanos e animais. Os homens rupestres são costumeiramente representados de forma isolada ou realizando algum tipo de ação coletiva, como o momento da caça, o parto de uma criança ou o intercurso sexual. Entre os animais, temos a predominância daqueles que serviam como alimento ou atacavam algum espaço habitado por homens.


Gustavo  

Photo
Pintura  As principais manifestações da pintura pré-histórica são encontradas no interior de cavernas, em paredes de pedra e a princípio retratavam cenas envolvendo principalmente animais, homens e mulheres e caçadas, existindo ainda a pintura de símbolos, com significado ainda desconhecido. Essa fase inicial é marcada pela utilização predominantemente do preto e do vermelho e é considerada naturalista. No período neolítico, a pintura é utilizada como elemento decorativo e retratando as cenas do cotidiano. A qualidade das obras é superior, mostrando um maior grau de abstração e a utilização de outros instrumentos que não as mãos, como espátulas. Por volta de 2000 a.C. as características da pintura apresentavam um nível próximo ao de formas escritas, preservando porém seu caráter mágico ou religioso, celebrando a fecundidade ou os objetos de adoração (totens).
Daniela Machado

Pintura 

As principais manifestações da pintura pré-histórica são encontradas no interior de cavernas, em paredes de pedra e a princípio retratavam cenas envolvendo principalmente animais, homens e mulheres e caçadas, existindo ainda a pintura de símbolos, com significado ainda desconhecido. Essa fase inicial é marcada pela utilização predominantemente do preto e do vermelho e é considerada naturalista.

No período neolítico, a pintura é utilizada como elemento decorativo e retratando as cenas do cotidiano. A qualidade das obras é superior, mostrando um maior grau de abstração e a utilização de outros instrumentos que não as mãos, como espátulas.

Por volta de 2000 a.C. as características da pintura apresentavam um nível próximo ao de formas escritas, preservando porém seu caráter mágico ou religioso, celebrando a fecundidade ou os objetos de adoração (totens).

Daniela Machado

Photo
Escultura
A escultura foi responsável pela elaboração tanto de objetos religiosos quanto de utensílios domésticos, nos quais encontramos a temática predominante em toda a arte do período. Animais e figuras humanas, principalmente figuras femininas, conhecidas como Vênus, caracterizadas pelos grandes seios e ancas largas, são associadas ao culto da fertilidade;
Durante o período neolítico europeu (5000 a.c. - 3000d.C.) os grupos humanos já dominavam o fogo e passaram a produzir peças de cerâmica, normalmente vasos, decorados com motivos geométricos em sua superfície. Somente na idade do bronze a produção da cerâmica alcançou grande desenvolvimento, em virtude da sua utilização na armazenagem de água e alimentos.Emely

Escultura


A escultura foi responsável pela elaboração tanto de objetos religiosos quanto de utensílios domésticos, nos quais encontramos a temática predominante em toda a arte do período. Animais e figuras humanas, principalmente figuras femininas, conhecidas como Vênus, caracterizadas pelos grandes seios e ancas largas, são associadas ao culto da fertilidade;

Durante o período neolítico europeu (5000 a.c. - 3000d.C.) os grupos humanos já dominavam o fogo e passaram a produzir peças de cerâmica, normalmente vasos, decorados com motivos geométricos em sua superfície. Somente na idade do bronze a produção da cerâmica alcançou grande desenvolvimento, em virtude da sua utilização na armazenagem de água e alimentos.

Emely

Photo
 Música na Pré-história
As primeiras imitações sonoras do homem da pré-história, foram unicamente através do som dos movimentos corporais acompanhados de sons vocais, eles pretendiam completar a possessão do animal na sua essência, a sua alma.
Pensa-se que os primeiros sons estruturados e articulados fundamentados na imitação sonora com base na linguagem foram o caminho da criação de uma linguagem própria que passou pela expressão pessoal e pela imitação dos sons da natureza.
Assim, a ordenação dos sons com intenção comunicativa e expressiva deram origem à música.
Em muitas linguagens atuais (primitivas) um mesmo som pronunciado de diferentes alturas pode ter vários significados. A variedade de formas de expressão oral e auditiva do planeta é imensa.
Muitas culturas comunicam-se através de variações de altura, outras preferem a comunicação rítmica e utilizam um só som. Os dois aspectos têm tanto uma linguagem falada como musical.
 O uso dos instrumentos musicais tem a sua origem na necessidade de utilizar sinais acústicos, como informações de caça, aviso de perigo, comunicação entre membros da mesma tribo, etc.
Quando o ser humano tomou consciência de si, procurou as respostas do que não entendia: as primeiras respostas foram mágicas, com as crenças espirituais apareceram as religiões. Para algumas culturas a música teve uma origem divina, porque acreditavam que os sons foram-lhes dados por uma divindade. Noutras, a música tinha uma correspondência direta com o cosmos e com o movimento dos planetas. 
Caique
http://www.aceav.pt/blogs/fatimasilva/Lists/Artigos/Post.aspx?ID=5

 Música na Pré-história

As primeiras imitações sonoras do homem da pré-história, foram unicamente através do som dos movimentos corporais acompanhados de sons vocais, eles pretendiam completar a possessão do animal na sua essência, a sua alma.

Pensa-se que os primeiros sons estruturados e articulados fundamentados na imitação sonora com base na linguagem foram o caminho da criação de uma linguagem própria que passou pela expressão pessoal e pela imitação dos sons da natureza.

Assim, a ordenação dos sons com intenção comunicativa e expressiva deram origem à música.

Em muitas linguagens atuais (primitivas) um mesmo som pronunciado de diferentes alturas pode ter vários significados. A variedade de formas de expressão oral e auditiva do planeta é imensa.

Muitas culturas comunicam-se através de variações de altura, outras preferem a comunicação rítmica e utilizam um só som. Os dois aspectos têm tanto uma linguagem falada como musical.

 O uso dos instrumentos musicais tem a sua origem na necessidade de utilizar sinais acústicos, como informações de caça, aviso de perigo, comunicação entre membros da mesma tribo, etc.

Quando o ser humano tomou consciência de si, procurou as respostas do que não entendia: as primeiras respostas foram mágicas, com as crenças espirituais apareceram as religiões. Para algumas culturas a música teve uma origem divina, porque acreditavam que os sons foram-lhes dados por uma divindade. Noutras, a música tinha uma correspondência direta com o cosmos e com o movimento dos planetas. 

Caique

http://www.aceav.pt/blogs/fatimasilva/Lists/Artigos/Post.aspx?ID=5

Photoset

Crê-se que a música existe desde os mais remotos tempos da Humanidade. Quase podemos dizer que ela passou a existir com o surgimento do Homem e as suas necessidades de comunicação. São disso prova evidente algumas figuras rupestres encontradas em grutas e cavernas. Também foram encontrados pequenos instrumentos musicais produzidos com materiais da natureza, como por exemplo ossos rapidamente transformados em flautas ou apitos.

Caique 

http://em-alcains.blogspot.com.br/2012/01/historia-da-musica-pre-historia.html

Photo
Arquitetura  Os grupos pré-históricos eram nômades e se deslocavam de acordo com a necessidade de obter alimentos. Durante o período neolítico essa situação sofreu mudanças, desenvolveram-se as primeiras formas de  gricultura e consequentemente o grupo humano passou a se fixar por mais tempo em uma mesma região, mas ainda utilizava-se de abrigos  naturais ou fabricados com fibras vegetais ao mesmo tempo em que passaram a construir monumentos de pedras colossais, que serviam de câmaras mortuárias ou de templos. Raras eram as construções que serviam de habitação. Essas pedras pesavam mais de três toneladas, fato que requeria o trabalho de muitos homens e o conhecimento da alavanca. Esses monumentos de pedras foram denominados “megalíticos” e podem ser classificados de: dolmens, galerias cobertas que possibilitavam o acesso a uma tumba; menires, que são grandes pedras cravadas no chão de forma vertical; e os cromlech, que são menires e dolmens organizados em círculo, sendo o mais famoso o de Stonehenge, na Inglaterra. Também encontramos importantes monumentos megalíticos na Ilha de Malta e Carnac na França, todos eles com funções ritualísticas.Daniela Machado

Arquitetura

Os grupos pré-históricos eram nômades e se deslocavam de acordo com a necessidade de obter alimentos. Durante o período neolítico essa situação sofreu mudanças, desenvolveram-se as primeiras formas de  gricultura e consequentemente o grupo humano passou a se fixar por mais tempo em uma mesma região, mas ainda utilizava-se de abrigos  naturais ou fabricados com fibras vegetais ao mesmo tempo em que passaram a construir monumentos de pedras colossais, que serviam de câmaras mortuárias ou de templos. Raras eram as construções que serviam de habitação. Essas pedras pesavam mais de três toneladas, fato que requeria o trabalho de muitos homens e o conhecimento da alavanca.
Esses monumentos de pedras foram denominados “megalíticos” e podem ser classificados de: dolmens, galerias cobertas que possibilitavam o acesso a uma tumba; menires, que são grandes pedras cravadas no chão de forma vertical; e os cromlech, que são menires e dolmens organizados em círculo, sendo o mais famoso o de Stonehenge, na Inglaterra. Também encontramos importantes monumentos megalíticos na Ilha de Malta e Carnac na França, todos eles com funções ritualísticas.


Daniela Machado